Advertências Empreendedoras 04: A Fé Empreendedora

Todos nós empreendedores temos um diferencial em relação às pessoas consideradas normais, no sentido de acreditarmos muito em nós mesmos, em Deus, nas instituições, sejam elas públicas ou privadas, enfim, temos a FÉ bem aguçada. Muitas vezes nos decepcionamos, mas isso não faz com que percamos essa qualidade de crer, de ser crente.

Tem um filme de 2008 chamado SIM SENHOR, dirigido por Peyton Reed, que nos estimula a dizer sim para tudo, o ator principal, após o convite de um amigo, Carl Allen (Jim Carrey) decide ir em um culto de autoajuda, que tem por base dizer sim a qualquer coisa que lhe aconteça ou ofereçam. Ao seguir este preceito a vida de Carl começa a mudar, fazendo com que seja promovido e conheça Allison (Zooey Deschanel), por quem se apaixona. Porém ao tentar aproveitar todas as oportunidades que lhe surgem Carl começa a notar que tudo que é em excesso pode também cansar. Eu lembrei desse filme para fazer uma analogia com os empreendedores que sempre creem na maioria das oportunidades, inovações, ideias, perspectivas, enfim, tem FÉ em tudo e em todos. Isto é bom ou ruim? Eu, no início da minha vida profissional, sempre trabalhei entre 4 e 6 horas diárias a mais do que era contratado. Muitos achavam que eu era besta, mas eu sempre digo que valeu a pena ser “explorado”, e não houve perda pra mim, mas ganhei muito conhecimento que até hoje em dia eu desfruto.

No cristianismo podemos encontrar em PROVÉRBIOS 3:5, que nos ensina: Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Este provérbio serviu para eu entender o valor da FÉ. Antes eu achava que era o tal, que tinha muita fé em mim, confiava no meu taco, etc. Tudo eu achava que podia resolver, sem precisar de ninguém, sempre segui minha vida fazendo concursos, vestibulares, entrevistas, etc, e passando em tudo. Bastaram algumas derrotas, para eu acreditar que nós não somos nada sem Deus, sem ter fé nas outras pessoas, nas instituições, que o bem vencerá sempre o mal. Isto pra mim é uma constatação.

A Fé Empreendedora é uma busca por vários fatores interligados, sendo que, na minha visão, a prioridade é para Deus. Se formos pensar bem sobre os motivos que nos levam a acreditar nos nossos projetos, podemos citar que sonhamos em desenvolver um empreendimento para termos conforto e bem-estar para nós mesmos, nossa família, nossos vizinhos e parentes, nossa comunidade. O que adianta você ter sucesso sozinho? Não tem graça, você não vai ter nem com quem comemorar. Já enumerei em artigos passados, alguns fatores para se ter um SUCESSO SUSTENTÁVEL, como sendo: 1) Fé em Deus; 2) Cuidar da nossa Saúde; 3) Cuidar da nossa Família; e 4) Empreender com ética e na forma da legalidade.

Não deixe que seu Sucesso seja curto ou sazonal, mas que ele seja construído com a força da Fé Empreendedora e que seja sustentável.

 

João Dilavor – Empreendedor Digital e Contador

João Lavor

Contador Prof. Dr. João F. de Lavor – Life Coach, Doutor em Educação, Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente, Contador e Pedagogo.

Website: http://www.joaolavor.com.br

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado.